sexta-feira, 18 de março de 2016

SECRETARIA DE SAÚDE COMEMORA O DIA DO ORGULHO SUS



A SMS comemora, no dia 21 de março, a segunda edição do Dia do Orgulho SUS. A data foi criada por iniciativa do Conselho Municipal de Saúde, inspirada em uma ação iniciada na Inglaterra, o Change Day. A campanha de mobilização, que vai desta segunda-feira, 14, até o dia 23, faz parte de um movimento global e voluntário em prol dos sistemas de saúde e busca marcar o compromisso de cada um para tornar a saúde pública melhor.

A campanha de 2015 consistiu em perguntar aos funcionários e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no município do Rio qual o compromisso de cada um por um SUS melhor. Em resposta, mais de 3,8 mil fotos foram publicadas no Instagram com compromissos para melhorar nosso sistema de saúde. Neste ano, a SMS pretende aumentar esses números, contando ainda mais com a participação de profissionais que atuam no SUS e usuários, que podem participar compartilhando uma foto ou vídeo no Instagram com a hashtag #orgulhosus, explicando quais ações cada um faz no dia a dia para tornar o SUS melhor.

Além disso será disponibilizada na página de Facebook e do Twitter da SMS o Twibbon #orgulhosus. Assim, todos podem trocar a foto de perfil no Facebook e Twitter para mostrar o apoio à campanha. A página da SMS no Facebook pode ser acessada pelo endereço página http://www.facebook.com/SecretariadaSaudeRJ. No Twitter, o endereço é http://www.twitter.com/Saude_Rio.

No ano passado, a campanha #orgulhosus alcançou mais de 20 mil pessoas no Facebook e no Twitter. No Google não foi diferente: em apenas sete dias, foram mais de 11 mil menções ao termo "Dia do Orgulho SUS", e 5,1 mil à hashtag #orgulhosus. Um twittaço garantiu o terceiro lugar nos trending topics do Twitter no Rio de Janeiro – isso significa que o Orgulho SUS foi o terceiro assunto mais discutido pelos cariocas nas redes sociais naquela data.

Como participar:

1 - Compartilhar as fotos com a hashtag #orgulhosus nas redes sociais, explicando o que faz no dia a dia para melhorar e fortalecer o SUS;
2 – Trocar a foto do perfil utilizando a ferramenta "Twibbon", que será disponibilizado na páginahttp://www.facebook.com/SecretariadaSaudeRJ;
3 – Realizar eventos e ações nas unidades de saúde para promover o Dia do Orgulho SUS;
4 – Divulgar nas redes sociais essas ações e a importância do Dia do Orgulho SUS;
5 - Fazer um twittaço no dia 21 com a hashtag #orgulhosus.

Fonte: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://www.rio.rj.gov.br/web/sms/exibeconteudo?id=5993260>. Acesso em: 18 MAR. 2016.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

RIO CARD Especial - Material para as unidades de saúde e profissionais


Desde de agosto  de 2012 funciona o sistema online de cadastramento de pessoas com necessidades especiais que permite a concessão, alteração e revalidação do benefício.

Têm direito à gratuidades do RIO CARD as pessoas com necessidades especiais (portadores de doença crônica ou pessoa com deficiência), desde que tenham renda familiar inferior a três salários mínimos e tenham cadastro no CADUNICO, que deve ser realizado em qualquer CRAS no Município do Rio de Janeiro

Após esse cadastro, a pessoa deve comparecer a uma unidade de Atenção Primária de Saúde (Clínica da Família ou Centro Municipal de Saúde),  de posse do NIS, Identidade, CPF e comprovante de Residência, onde será realizado o cadastro e a emissão do laudo médico.

Em seguida, o usuário,  aguardará em torno de 10 dias e para entrar em contato com a Central da Rio Ônibus através do número 4003-3737 ou do site www.riocard.com, e no caso da aprovação do benefício, agendar a foto para emissão gratuita da 1ª via do cartão.

Material para profissionais e unidades de saúde:

Apresentação sobre SISTEMA RIOCARD ESPECIAL SAÚDE PRESENTE – AP 3.1
Cadastro RioCard OFICIAL CAP31 (para profissionasi)
Decreto Riocard 32.842 de 1° de outubro de 2010
Relação de CRAS 2012 (disponível para gerentes)

Links relacionados:


PCD - Sistema de Cadastramento de Pessoas com Deficiência Física ou Doença Crônica
Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência - SMPD
Riocard - Gratuidade
Riocard Especial - Saiba mais

Ouvidorias ou Contatos:

Ouvidoria da Prefeitura Central de Atendimento da Prefeitura: 1746
Ouvidoria da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência: ouvidoriasmpd@pcrj.rj.gov.br
Tel.: 2224-1115
Atendimento exclusivo para gratuidade na Riocard: Ligar para 4003-3737
.......................................................................

Trecho do Decreto:

DECRETO N° 32.842 DE 1° DE OUTUBRO DE 2010
CAPÍTULO II/DAS GRATUIDADES/Seção II/DAS PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA

Art.13. Para obtenção da gratuidade prevista na presente Seção, o postulante ou o seu representante legal deverá apresentar laudo emitido por profissional habilitado da rede oficial federal, estadual ou municipal ou por ela credenciado, comprovando ser portador de uma das condições abaixo elencadas e, quando necessário, faça constar expressa necessidade de tratamento continuado e/ou de acompanhante em seu deslocamento, desde que hipossuficiente:

I - deficiência física: alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos docorpo humano, acarretando o comprometimento da função física,apresentando-se sob a forma de paraplegia, paraparesia, monoplegia,monoparesia, tetraplegia, tetraplesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, emiparesia, amputação ou ausência de membro, paralisia cerebral, nanismo, membros com deformidade congênita ou adquirida, exceto as deformidades estéticas e as que não produzem dificuldades para o desempenho de funções;

II - deficiência auditiva: perda bilateral, parcial ou total, de quarenta e um decibéis(dB) ou mais, aferida por audiograma nas freqüências de 500HZ, 1.000HZ,2.000HZ e 3.000Hz;

III - deficiência visual: cegueira, na qual a acuidade visual é igual ou menor que 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica, a baixa visão, que significa acuidade visual entre 0,03 e 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; os casos nos quais a somatória da medida do campo visual em ambos os olhos for igual ou menor que 60º; ou ocorrência simultânea de quaisquer das condições anteriores;

IV - deficiência mental: funcionamento intelectual significativamente inferior à média, com manifestação antes dos dezoito anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de habilidades adaptativas, tais como:
a) comunicação;
b) cuidado pessoal;
c) habilidades sociais;
d) utilização da comunidade;
e) saúde e segurança;
f) habilidade acadêmica;
g) lazer;
h) trabalho.

V - associação de duas ou mais deficiências;

VI - pessoas ostomizadas, renais crônicos, transplantados e hansenianos;

VII - portadores do vírus HIV que necessitem de tratamento contínuo;

VIII - doença crônica, devendo ser caracterizada através do documento descrito no “caput”, acrescido das seguintes informações:
a) indicação expressa da doença considerada como crônica, conforme Classificação Internacional de Doenças (CID-10) da Organização Mundial de Saúde (OMS);
b) caracterização da perda de funcionalidade;
c) definição expressa do tempo de duração do tratamento e freqüência das consultas nas unidades de saúde;
d) justificativa da necessidade de tratamento continuado, assim entendido como aquele com periodicidade não inferior a duas vezes por mês;
e) justificativa da necessidade de deslocamento e, quando preciso, de acompanhante. Parágrafo único.

Os casos omissos serão decididos pela Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Programa de Controle de Tabagismo - Estratégias



Considerando as ações propostas e apresentadas pelo Programa de Controle de Tabagismo (PCT) na Capacitação realizada na CAP 3.1, disponibilizamos: planilha referente a Programação dos 2 Grupos a serem realizados por mês e planilha de controle mensal com instrutivo para preenchimento.

A planilha de controle mensal deve ser encaminhada para os emails assessoriadetabagismo@gmail.com com cópia para: dapscap31promocao@gmail.com até o dia 03 de cada mês.

Demais Documentos (clique no título):
  1. Ficha de Anamnese tratamento tabagismo REDUZIDA_Atualizada
  2. ACT_Planilha de Coleta e Tratamento do Tabagismo_Oficial
  3. CRONOGRAMA DOS GRUPOS
  4. Protocolo tabagismo_final 08-04-15
  5. Tabagismo-ASSAF_Dicionário de Dados_Planilha de Coleta
  6. Códigos de Procedimento e CBO para Controle de Tabagismo

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Protocolos da SMS

Clique nos títulos para abrir o arquivo:
REGULAÇÃO ONCOLOGIA
PROTOCOLO ENFERMAGEM
PROTOCOLO MS/DAB
TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS
SAÚDE DA FAMÍLIA
PCATool (Instrumento de avaliação para a atenção primária, com base no instrumento de avaliação da Barbara Starfield)
DAB - AMQ (Instrumento de auto-avaliação para a atenção primária)
DAB - PROGRAB
LINHAS DE CUIDADO
SAÚDE DA CRIANÇA
Imunização
SAÚDE DO ADOLESCENTE
Saúde da Mulher
SAÚDE DO ADULTO
SAÚDE DO IDOSO
DOENÇAS CRÔNICAS TRANSMISSÍVEIS
PRÁTICAS INTEGRATIVAS
SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA
NASF
SAÚDE BUCAL
PROMOÇÃO DA SAÚDE (Educação em Saúde)

última atualização: 01/07/2014 
Fonte: http://subpav.org/index.php?p=prot

quinta-feira, 28 de maio de 2015

31 de Maio - Dia Mundial sem Tabaco

Prezados\;
Estamos divulgando materiais sobre tabagismo entre os nossos gerentes e profissionais que tenham o curso de tabagismo.  Este mês estamos enviando esses arquivos e o ultimo tem um vídeo da Unicamp que aborda  o papel da mãe em prevenir tabagismo.
Lembramos que 31 de maio é o dia Mundial de Luta Contra o Tabaco e estamos visualizando a pagina do INCA sobre o tema.
31 de Maio - Dia Mundial sem Tabaco

 


Dia Mundial sem Tabaco
O Dia Mundial Sem Tabaco – 31 de maio – foi criado em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo.
No Brasil, o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), órgão do Ministério da Saúde que coordena as ações de prevenção e controle do câncer e Centro Colaborador da OMS para controle do tabaco, é o responsável pela divulgação e comemoração da data de acordo com o tema estabelecido a cada ano pela Organização.
As ações comemorativas são articuladas com as secretarias Estaduais e Municipais de Saúde dos 26 estados e Distrito Federal, envolvendo, também, a sociedade.
Copyright © 1996-2012 INCA - Ministério da Saúde
A reprodução, total ou parcial, das informações contidas nessa página é permitida sempre e quando for citada a fonte.
Gerenciado pelas divisões de Comunicação Social e Tecnologia da Informação
Atenciosamente, 

Eliane Paixão -99709-0608
Jose Columbano -99801-4077
Promoção de Saúde - CAP 3.1